Angelim Pedra

angelim pedra

Nome científico: Hymenolobium petraeum, Leguminosae.

Nomes internacionais: Angelim pedra (Espanha; Estados Unidos; França; Grã Bretanha; Itália),lialiadankoleroe, sapupira amarela, St. Martin Gris (Guiana Francesa).

Características: Cerne e alburno distintos pela cor, cerne castanho-avermelhado claro ou escuro, com manchas castanhas mais escuras devido à exudação de óleo-resina, alburno castanho-pálido; brilho ausente; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade média; dura ao corte; grã direita a revessa; textura grossa, aspecto fibroso. É muito durável em relação a fungos apodrecedores; moderadamente resistente a brocas marinhas e resistente a cupins-de-madeira-seca.

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 12% de umidade (rap, 12): 710 kg/m³
• Madeira verde: 1190 kg/m³
• Básica: 590 kg/m³

Usos: Internamente, vigas, caibros, esquadrias,  portas, venezianas, caixilhos , forros, lambris, partes secundárias de estruturas, ripas, pontaletes.

 

Cerejeira

cerejeira

Nome científico: Amburana cearensis, Leguminosae.

Nomes internacionais: Amburana, cerejeira, roble, soriocco, trebol.

Características sensoriais: Cerne e alburno distintos pela cor, cerne castanho-amarelo-claro, às vezes com estrias mais escuras; cheiro característico e agradável; gosto adocicado; densidade média; grã direita; textura média, aspecto fibroso atenuado.

Usos: Muito utilizada em revestimento de portas, forros, lambris, painéis, móveis decorativos, lâminas decorativas, tanoaria,cabos para cutelaria econvés de embarcações.

 

Cumaru

cumaru

Nome científico: Dipteryx odorata, Leguminosae.

Nomes internacionais: Charapilla (Peru), fauxgaiax (Guiana Francesa), gaiac de cayenne, sarrapia (Colômbia; Venezuela), tonka (Guiana).

Características: Cerne e alburno distintos pela cor, cerne castanho-claro-amarelado; brilho moderado; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade alta; dura ao corte; grã revessa; textura fina a média, aspecto fibroso atenuado; superfície pouco lustrosa. Possui alta resistência ao ataque de organismos xilófagos (fungos e cupins).

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 15% de umidade: 1090 kg/m³
• Básica: 908 kg/m³

Usos: Externamente, muito utilizada em pontes, postes, mourões, estacas, esteios, cruzetas, ferrovias, vigas, caibros, batentes, forros e lambris. Internamente, em tacos, tábuas,parquetes, degraus de escada, mobiliário de alta qualidade, cabos de ferramentas e embarcações.

Curupixá

Curupixa

Nome científico: Micropholis venulosa, Sapotaceae.

Nomes internacionais: Balata blanc (ATIBT,1982), morabali (Guiana), suikerhout (Suriname).

Características: Cerne e alburno indistintos pela cor, bege-rosado; brilho moderado; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade média; dura ao corte; grã ondulada a direita; textura fina.

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 12% de umidade (rap, 12): 790 kg/m³
• Madeira verde: 1210 kg/m³
• Básica: 670 kg/m³
Usos: Externamente, muito utilizada em portas, venezianas, caixilhos, lambris, painéis, forros, ripas epartes secundárias de estruturas. Internamente, em mobiliário de alta qualidade, decoração, artigos de esporte e brinquedos, lâminas decorativas, peças torneadas e molduras para quadros.

Freijó

freijo

Nome científico: Cordia goeldiana, Boraginaceae.

Nomes internacionais: Laurel blanco (América Central), pardillo (Venezuela), salmwood (Grã Bretanha).

Características: Cerne e alburno distintos pela cor, cerne castanho-claro-amarelado, pode apresentar manchas e estrias enegrecidas; superfície lustrosa; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade baixa; grã direita; textura média.

Usos: Externamente, muito utilizada em portas, venezianas, caixilhos, lambris, painéis, molduras eguarnições.Internamente, em forros, ripas, mobiliário de alta qualidade, degrau, artigos esportivos e brinquedos, instrumentos musicais,moldes e decoração.

 

Garapa

garapa-

Nome científico: Apuleia leiocarpa, Leguminosae.

Nomes internacionais: Grapia.

Características: Cerne e alburno distintos pela cor, cerne variando de bege-amarelado a castanho-amarelado; superfície lustrosa e lisa ao tato; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade média; dura ao corte; grã revessa; textura média.

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 15% de umidade: 830 kg/m³
• Básica: 670 kg/m³

Usos: Muito utilizada em pontes, estacas, ferrovias, cruzetas, mourões, postes, vigas, caibros, portas e venezianas. Internamente, emalto mobiliário, caixilhos, cordões, guarnições, forros, rodapés,tacos, tábuas, parquetes, degraus de escada e cabos de ferramentas.

 

Itaúba

ITAUBA

Nome científico: Mezilaurus itauba

Nomes internacionais: Itauba, Itaùba.

Características: Cerne amarelo-esverdeado quando recém serrado, tornando-se castanho-esverdeado-escuro; cheiro agradável, levemente adocicado, e gosto imperceptível; densidade alta; grã ondulada ou revessa; textura média; superfície irregularmente lustrosa. É a espécie mais resistente ao perecimento dentre as espécies brasileiras em uso comercial.

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 15% de umidade: 960 kg/m³
• Básica: 800 kg/m³

Usos: Externamente, muito utilizada em pontes, ferrovias, postes, cruzetas, defensas, vigas, caibros, tesouras,     batentes, janelas. Internamente, em assoalhos, tacos, mobiliário, peças torneadas e coberturas, pisos, forros de embarcações.

 

Ipê

IPE11

Nome científico: Tabebuia spp., Bignoniaceae.

Nomes internacionais: Bethabara, ipé, ipê, lapacho, lapachoararillo.

Características: Cerne e alburno distintos pela cor, cerne pardo ou castanho com reflexos amarelados ou esverdeados, alburno branco-amarelado; superfície sem brilho; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade alta; dura ao corte; grã irregular a revessa; textura fina.

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 15% de umidade: 1010 kg/m³
• Básica: 840 kg/m³

Usos: Externamente, muito utilizada em pontes, ferrovias, cruzetas,defensas, vigas, caibros, portas, janelas e batentes. Internamente, em rodapés, forros, lambris, assoalhos, tábuas, tacos, parquets, degraus de escada, mobiliário de alta qualidade, artigos esportivos e brinquedos, cabos de ferramentas,

peças torneadas e instrumentos musicais.

 

Maçaranduba

Massarabduba

Nome científico: Manilkara spp., Sapotaceae.

Nomes internacionais: Balata, bulletwood, maçaranduba (ATIBT,1982), massaranduba (BSI,1991), sapodilla.

Características: Cerne e alburno distintos pela cor, cerne vermelho-claro tornando-se vermelho-escuro com o tempo; sem brilho; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade alta; dura ao corte; grã direita; textura fina.

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 15% de umidade: 1000 kg/m³
• Básica: 833 kg/m³

Usos: Externamente, muito utilizada em dormentes ferroviários, pontes, cruzetas e estacas. Internamente, em     tesouras, vigas, caibros, assoalhos, tacos, parquetes, mobiliário, alta qualidade, partes decorativas de móveis (puxadores, entalhes), peças torneadas, instrumentos musicais, lâminas e tacos de bilhar.

 

Peroba-rosa

  peroba rosa

Nome científico: Aspidosperma polyneuron, Apocynaceae.

Nome internacional: Peroba rosa .

Características: Alburno indistinto, cerne róseo quando recém cortado passando a amarelo-rosado com o tempo, uniforme ou com veios mais escuros; sem brilho; cheiro imperceptível e gosto ligeiramente amargo; densidade média; moderadamente dura ao corte; grã direita ou revessa; textura fina.

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 15% de umidade: 790 kg/m³
• Básica: 660 kg/m³

Usos: Externamente é muito utilizado em batentes, janelas, venezianas, portas, ferrovias e cruzetas. Internamente, em tesouras, vigas, caibros, tábuas, tacos, parquetes, mobiliário, móveis rústicos, peças curvadas e embalagens.